segunda-feira, 24 de setembro de 2012

[Cinema] Lady Jane (1986)


Lady Jane Reino Unido, 1986 

142 min

Biografia / Histórico / Drama

Direção: Trevor Nunn

Roteiro: Chris Bryant, David Edgar

Elenco: Helena Bonham Carter, Cary Elwes, John Wood e Patrick Stewart






Na minha lista dos filmes para assistir novamente estava "Lady Jane" que conta a história de Jane Grey também conhecida como a rainha dos 9 dias. Como estou lendo sobre a dinastia Tudor, fiquei com vontade de assistir logo a esse filme que assisti pela primeira vez há mais de 15 anos.

Quando Henrique VIII (Henry Tudor) morreu, deixou como herdeiro seu filho Edward VI, mas este morreu ainda adolescente de tuberculose (acho que todos morriam de tuberculose naquela época). Antes de morrer Edward VI deixou uma declaração em que nomeava a prima Jane, sobrinha neta de Henrique VIII, sua herdeira, destronando suas irmãs Maria (filha de Catalina de Aragon) e Elizabeth (filha de Ana Bolena) e dessa forma deixando a Inglaterra nas mãos de uma rainha protestante (anglicana).

No filme Edward e Jane (Helena Bonham Carter ainda garota) são muito amigos, se gostam, mas não podem se casar porque ele está morrendo e ele pede que ela se case com Guilford Dudley, filho de sir John Dudley, Duque de Northumberland, para poder subir ao trono.

Após se casarem, os dois se apaixonam. Jane era muito culta, lia em várias línguas como grego e hebraico e fazia vários questionamentos sobre a igreja católica e Guilford era um garoto fanfarrão que vivia em bordéis e por isso conhecia bem o povo e seus problemas. Eles se encantaram um com o outro porque eram idealistas e queriam mudar a forma de governar a Inglaterra melhorando a situação do povo.

Mas Maria (a Bloody Mary) não queria abdicar de sua pretensão ao trono e tramou para destituir Jane que ficou no trono apenas por 9 dias. Jane foi acusada de traição e decapitada junto com o marido.

Muito lindo e triste, principalmente quando os dois se recusam a se converter e abrir mão de seus ideais mesmo que isso custe a própria vida. Não sei se aconteceu de forma tão romântica como no roteiro, mas é um bom argumento para o filme que gostei bastante mesmo achando que perde pontos por ter cenas românticas demais. Desculpem-me se revelei muitas coisas do filme, mas como é histórico, não vejo problema em contar.

Fico muito incomodada com essa mania de traduzirem os nomes para a língua portuguesa. Acho ridículo traduzir nomes próprios, mas deixei alguns como Henrique VIII e Ana Bolena porque são conhecidos assim no Brasil e em Portugal. Mas eu preferiria escrever os nomes originais. Se bem que ingleses e americanos também traduzem. Enfim, acho uma pobreza rsrs.

Até mais.
Beijo.

Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. Olha só nao estava seguindo aqui ainda... agora estou.. beijos

    Coments respondido em:
    http://tematoa.blogspot.com.br/2012/09/especial-opiniao-sobre-o.html
    Me visita?
    Guilherme Kunz
    http://tematoa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Se você gosta de saber antes dos outros o que vai acontecer nos próximos capítulos das principais novelas da Globo, SBT ou Record, não deixe de visitar o HBC HDTV, pois estamos voltando com mais matérias de NOVELAS, CELEBRIDADES, TELEVISÃO, CARROS, FUTEBOL, NOTÍCIAS DO DIA A DIA e com o CINE HBC todo sábado. Seja nosso SEGUIDOR(A), caso já seja, obrigado! E parabéns pelo blog! Não deixe de nos visitar! http://www.hbchdtv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não sabia da existência da jane. Sò conhecia a Maria e a Elizabeth. Deve ser interessante esse filme, mas muito triste também. by the way, eu tb já tirei a marianne dashwood no quizz da jane austen. Depois fiz de novo pq não gosto dessa personagem, e acabei virando a emma, que por mais bizarra combina mais comigo kkkkk.

    ResponderExcluir
  4. Alê, eu sou muito parecida com a Marianne. Muito passional! rsrs
    O filme não é a melhor coisa que já assisti, mas é legal. ;) E bem triste sim.

    ResponderExcluir
  5. Que legal que você está lendo livros desse tipo,importante fonte de conhecimento hein?! E ainda assistindo esse tipo de filme...!
    Não conheço essa parte da história direito INFELIZMENTE por isso amei ainda mais sua BELA resenha. Fiquei com vontade de ler esses livros que você esta lendo e é claro assistir ao filme.
    Ah, e não é problema mesmo você contar o final já que faz parte da história!
    Muita injustiça Jane morrer decapitada. E também não gosto quando traduzem nome próprio, tira a riqueza do filme/livro!
    Parabéns pela resenha, está mesmo ótima!

    http://oceano-literario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, Gabi. Que bom que gostou. Volte sempre. Adoro seus comentários. :)
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Estou muito contente em recebê-lo!
    Seu blog é reconhecido em BRASIL Secção em minutos!
    Para troca de serviços solicitamos que se torne seguidor do blog “Directory”.
    Seguir o nosso blog aumenta as hipóteses de divulgar o seu blog.
    Obrigada pela sua compreensão.
    A criação deste novo blog “Directory”, pretende promover a aproximação entre diferentes países, o conhecimento de novas culturas e tradições e a sua partilha entre membros!
    Diferentes paixões, moda, pintura, artesanato, culinária, fotografia, poemas e apesar de em países diferentes, encontrar pessoas com as mesmas paixões.
    Temos a sorte de estar na plataforma Blogspot o que nos permite falar para o mundo inteiro.
    Quanto mais pessoas tivermos maiores serão as possibilidades.
    Você será de alguma forma o Embaixador deste blog e do seu país.
    Deverá apresenta-lo aos seus contactos e aos seus amigos no seu blog; o sucesso deste blog depende de todos os seus membros.
    Assim, também nos vossos comentários solicitamos, que sugiram aos vossos amigos que se tornem também eles nossos seguidores.
    Eu estarei no “Directory”, venham juntar-se a mim através do vosso comentário na nossa caixa de comentários. http://world-directory-sweetmelody.blogspot.com/***
    Quer que este directório se torne importante? Ajude-me a fazê-lo crescer; preciso de si.
    O seu blo encontra-se na lista O Que O Meu Coração Diz e espero que esta lista aumente rapidamente; é por isso que preciso da sua ajuda!
    Com os melhores cumprimentos,
    Chris
    Nós pedimos que você siga o nosso blog e colocar um símbolo de sua escolha tem que conhecer o "diretório" para seus amigos para colocar no seu blog
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/07/12/12071211040212502810092867.gif
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/03/19/120319072128505749603643.gif
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/03/24/1203240217091250289621842.png
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/03/28/120328020518505749640557.gif
    http://nsm05.casimages.com/img/2012/03/26/1203260602581250289633006.gif

    Se você tem amigos ou tem amigos que querem agradá-lo, você pode me enviar a URL que permite que um emblema especial na lista de seu país

    ResponderExcluir
  8. Lady Jane Grey... por incrível que pareça, tomei conhecimento da sua existência através da música dos Rolling Stones. A música não faz referência direta à ela, mas pesquisando sobre a música, cheguei a essa figura histórica. Foi uma vítima política e tornou-se mártir. O seu discurso de morte foi muito bonito e tocante, a começar pelas primeiras palavras "Eu vim à vida para morrer e que fosse por uma causa justa...". Citou o salmo 51 e quando estava com a cabeça na lugar para ser decapitada citou Lucas "Senhor, em tuas mãos entrego o meu espírito!".
    Se gosta de leituras históricas, recomendo "Livro dos Mártires" de John Foxe que não tem os floreios que reclama do livro que está lendo.
    Ah, sou doidinha!! Agora que vi que fala de um filme e não de um livro. Em todo o caso, fica a dica!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Luma, obrigada pela dica. Em livros eu gosto de floreios e adoro romances históricos em que o autor preenche as lacunas com sua imaginação. O problema desse filme são as cenas melosas, muitas. Ficaria melhor sem elas hehe.
    A história de Jane Grey é muito interessante mesmo. :)
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Nádia!

    Quando vi Rainha Jane pensei logo numa das esposas do Henrique, segundo a série, a única que ele amou mesmo, porque foi a única que deu um filho (e não filha) pra ele. Não sabia dessa outra Jane.

    Também acho absurdo traduzirem os nomes. Mas isso é um assunto delicado no mundo da tradução, tem quem acha que tem que traduzir e tem quem acha que não. Eu pessoalmente não traduziria.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Comentário duplicado é ruim hein .askoakso nem vi que tinha ido o primeiro..

    Poxa um bom filme de época.. onde o romance predominava.. e nao cenas de masoquismo como 50 tons de cinza.. que a proposito, ta legal pra caramba. oasoask

    beijos

    Me visita?
    Guilherme Kunz
    http://tematoa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Adoro comentários e respondo aqui mesmo, conforme eu vou lendo.
Gentileza gera gentileza.
=)