sexta-feira, 1 de março de 2013

[Cinema] As Aventuras de Pi (2012)




Life of Pi, 2012

EUA, Taiwan

127 min

Diretor: Ang Lee (vencedor do Oscar)

Roteiro: David Magee, Yann Martel (livro)

Elenco: Suraj Sharma, Irrfan Khan, Adil Hussain









Estou lendo o livro As Aventuras de Pi, mas assisti ao filme antes, no domingo, antes da entrega do Oscar. Não vou contar a história toda porque farei isso na resenha do livro dentro de alguns dias. Darei apenas a minha opinião sobre o filme e um breve resumo.




Em As Aventuras de Pi um homem conta a um escritor a sua história, que, segundo ele, o fará acreditar em Deus. Conta que seu pai foi dono de um zoológico e teve que vender os animais e ir viver no Canadá onde acreditava que havia oportunidades de trabalho. Na viagem ao Canadá com toda a família, o navio naufragou e somente ele, Piscine (Pi) sobreviveu. Durante muitos dias Pi ficou a deriva num barquinho no meio do mar na companhia de um tigre-de-bengala. 



Ang Lee, que o dirigiu, recebeu o prêmio de melhor diretor, muito merecidamente. Dirigir um ator sozinho em um estúdio imaginando que ele está no meio do mar em um barquinho com um tigre não deve ser nada fácil. E ainda dirigir a equipe de CGI tornando tudo tão lindo e natural não é pra qualquer um.



O filme é muito bonito visualmente. É um espetáculo visual! Mereceu os não sei quantos prêmios técnicos que recebeu, inclusive o de melhor trilha sonora que é realmente linda. Mas tirando o fato de ser tecnicamente perfeito, o filme não me emocionou tanto quanto eu imaginei que emocionaria. É lindo para os olhos, tem uma discussão interessante proposta pelo autor do livro, foi uma belíssima adaptação, mas essa coisa menino-sozinho-no-meio-do- mar-sem-diálogos é uma coisa que me deixa entediada. Terminei o filme pensando em escrever como ele não alcançou as minhas espectativas, porém, enquanto ia lendo o livro, percebi que o roteiro é muito bem feito. Algumas cenas e elementos foram acrescentados ao enredo tornando o filme bem interessante. Além disso o final é ótimo e as imagens são inspiradoras. 

Só achei que a discussão sobre religião no início e no fim do filme são muito mais interessantes do que as cenas no meio do mar. Claro que essa parte da história serve para fundamentar a opinião do personagem, mas ainda assim achei que a discussão ficou apagada no meio de tanta beleza visual. Mas não me arrependo de tê-lo assistido, nem desgostei do filme. Aliás, gostei muito, mas poderia ter sido melhor.



Penso que o livro é muito difícil de adaptar, e só mesmo um diretor f*da como Ang Lee para conseguir isso. Como disse, mereceu os prêmios técnicos e Ang Lee mereceu o prêmio de melhor diretor e vale muito a pena pelo visual! Assistam! 

A propósito: sou fã do Ang Lee desde que ele só fazia cinema na China com pouco dinheiro e sem efeitos visuais. Ele fez filmes maravilhosos, muito mais emocionantes e que estão na minha lista de favoritos! 

Até a próxima,
Beijos.

Comente com o Facebook:

25 comentários:

  1. minha professora de Português me indicou esse livro, ela disse que é maravilhoso o/
    fiquei com uma puta curiosidade
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não diria maravilhoso, mas é bem interessante sim. :)

      Beijos.

      Excluir
  2. Tenho que ver esse filme!!!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Nadia! Desde o lançamento do filme quero ler o livro. Não assistir ao filme ainda, mas tenho quase certeza que irei gostar. Fiquei feliz quando o filme ganhou os prêmios no Oscar, pois ao meu, mesmo sem ter assistido, acho que mereceu. Ansiosa agora pra ler e assistir.

    P.s: o blog mudou de nome e URL.

    Beijos, Leitura da Vez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem bonito, Raah.
      Vou passar no blog pra ver como está com nome novo. ;)
      Beijos.

      Excluir
  4. Esse é um filme que eu quero muito ver, acho que deve ser muito bonito mesmo!
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
  5. Acho que vou ver esse filme hoje. Gosto de espetáculos visuais e do Ang Lee e preciso de algo que me ajude a superar o luto pelo "Miseráveis" que me fez chorar horrores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estou me coçando para assistir Os Miseráveis, mas botei na cabeça que tenho que ler o livro primeiro! rs.
      E tenho certeza de que também vou chorar horrores rsrs.
      Beijos.

      Excluir
    2. Acabei de ver Pi e lembrei de vim aqui comentar... É um espetáculo visual incrível mesmo Nadia... E no final, como eu já desconfiava, descobri duas coisas, a primeira é que eu quero aquele quadrinho que ele estava lendo no começo da história, e a segunda é que eu tenho muito de Pi... Uma fabula incrível realmente.

      Excluir
  6. Eu assisti esse filme e achei muito bacana (baixei na maior cara dura kkk)! E os efeitos? O que é aquilo *-*
    De encher os olhos!
    Não li o livro ainda, mas vou querer ler um dia tb

    Bjokas
    Flavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flavia, eu também baixei na cara dura hahaha.
      É lindo mesmo! :)
      Beijos.

      Excluir
  7. Oi Nádia!

    Esse filme, mesmo tendo um tigre de benagala maravilhoso, ainda que em CGI (se fosse eu no filme, queria um de verdade ;)), não me chamou a atenção. Acho que foi pelo mesmo motivo que você:menino-sozinho-no-mar-sem-diálogos. Só pensar nisso me entedia. Não assisti Náufrago até hoje pelo mesmo motivo: ver Tom Hanks falando com uma bola de vôlei me dá um sono... Talvez um dia eu assista, e leia o livro.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei mesmo assim. :) É bem bonito visualmente. Mas não é lá essas coisas não rs.
      Beijos.

      Excluir
  8. ME RECUSO a ler/ver o plágio de um autor brasileiro!
    Beijos,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ME RECUSO a chamar de plágio SEM TER LIDO OS DOIS! ;)
      Pelo que eu li por aí, a cena do tigre é só uma cena no livro do Scilar. O Martell pegou uma cena e transformou em uma história inteira diferente.

      Excluir
  9. Os efeitos desse filme são sensacionais *-*
    Comprei o livro, parece ser show também, pelo menos as opiniões sobre ele tem sido bem positivas o/
    vou ver se leio esse mês logo \o

    Beijão! (:
    http://literarioecultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Fiquei com vontade de assistir e ler essa história desde que os comentários começaram a aparecer e depois, com a indicação ao Oscar, minha curiosidade só aumentou! Mas o fato do autor do livro ter, ou não, plagiado um autor brasileiro, além de dizer integralmente que esse tal autor era ruim e não soube aproveitar uma boa história, me fez ficar com um pé atrás. Será mesmo que quero ler um livro escrito por esse tipinho de pessoa? Sei lá...
    Acho que vou conferir o filme, mas ainda tenho algo contra o livro.
    Ps: não estou chamando de plágio, estou afirmando que pode ser um plágio, ainda não li nenhuma das obras citadas para ter uma real opinião sobre isso, só transcrevo o que li por aí. E o que mais me incomodou nem foi essa situação, mas a atitude do autor canadense perante o brasileiro.
    Beijos,
    alanahomrich.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, Alana. O Martel foi muito grosseiro mesmo.
      Eu só li por causa do filme mesmo, senão nem teria me interessado. Mas como assisti ao filme, fiquei interessada na discussão sobre religião que ele propõe, mas confesso que estou um pouco entediada e por isso ainda não terminei de lê-lo.
      Mas pensando bem, tem muitos livros por aí que copiam as ideias do outros e ninguém acha nada demais. Esse incomodou muita gente porque depois que virou filme, passou a ser muito comentado, e porque o autor plagiado ou que inspirou é brasileiro.
      Beijos.

      Excluir
    2. Como vocês, não li nenhum dos dois para saber se é plágio ou não. Mas acho muito engraçado que depois que a coisa vira um sucesso, sempre aparece gente dizendo que foi plagiada. Aconteceu o mesmo com Harry Potter, e J. K. Rowling nem faz questão de esconder que foi muito influenciada por Tolkien. Todo mundo se baseia em algo, ninguém tem uma ideia original. O que difere é o tratamento que se dá. E no caso, acho que só fez esse rebuliço porque se trata de um autor brasileiro famoso. Se fosse um zé-ninguém, aposto que ninguém ia falar nada.

      Beijos!

      Excluir
    3. Isso mesmo, Fê. O livro foi escrito há um tempão (2001) e só depois que virou superprodução hollywoodiana é que virou polêmica.

      Excluir
  11. Concordo que o filme mereceu todas as indicações técnicas. Acho o filme lindo visualmente, mas achei que o roteiro poderia ser melhor.

    Beijos,

    Carissa
    Arte Around The World

    ResponderExcluir
  12. Eu gostei do filme! Achei linda a ligação que ele criou com o Tigre... Vou ver se leio livro. =]

    ResponderExcluir
  13. Ainda não vi o filme mas assim que tiver oportunidade o farei. Parabéns pelo post, ficou lindo!!!!!

    P.s. Amiga faz um banner pq não venho com mais freqüência aqui pq costumo seguir os banners no meu blogroll. Mas sempre que venho dou uma geral!!!!

    ResponderExcluir

Adoro comentários e respondo aqui mesmo, conforme eu vou lendo.
Gentileza gera gentileza.
=)