terça-feira, 15 de outubro de 2013

A Gramática do Amor - Rocío Carmona


CARONA, Rocío. A Gramática do Amor. Rio de Janeiro: Rocco Jovens Leitores, 2013. 264p. Título original: La gramática del amor.

"O amor que permanece oculto, que não se expressa, 
transforma-se num monstro que devora corações. 
É preciso arriscar-se e deixá-lo sair, mesmo com o 
risco de se machucar." p.99

Irene é uma adolescente, nascida em Barcelona que vai estudar em um internato na Inglaterra, mais precisamente na Cornualha. Ela divide quarto no alojamento da escola com Martha, uma inglesa intensa, baladeira e escandalosa.

Irene se apaixona loucamente por Liam, mas tem uma grande desilusão amorosa. Liam a engana e faz pouco de seu amor. Seu professor de gramática percebe o sofrimento da aluna e lhe propõe um desafio: pede que Irene leia algumas obras literárias escolhidas por ele e faça trabalhos sobre os livros. Todos os livros são histórias de amor de grandes autores clássicos e contemporâneos. A sul da fronteira, a oeste do sol de Murakami, Anna Kariênina de Tolstói, Orgulho e Preconceito de Jane Austen, Carta de uma desconhecida de Stefan Sweig, Os Sofrimentos Do Jovem Werther de Goethe, Jane Eyre de Charlotte Bronté e O Amor nos tempos do cólera de Gabriel García Marquez. 

No início, Irene acha a proposta estranha, mas logo começa e se entreter e se envolver com a leitura. Seu professor, Peter Hugues, a quem os alunos chamam de Byron, por ser romântico e melancólico, chama a proposta de A gramática do amor. Irene percebe, à medida que lê aquelas histórias de amor, que elas têm a ver com a sua própria história e com a de outras pessoas, como a do professor e ao de seu amigo Marcelo, e fica cada vez mais envolvida com aquele desafio. Enquanto isso, Irene também se envolve comm o professor e outros dois colegas seus. Tem um rápido e intenso envolvimento com um e começa a se relacionar com outro.

A ideia do livro é genial e divertida. Adoro quando um autor declara seu amor à literatura e quando um livro fala sobre outros livros. É enriquecedor. Além disso a escrita de Carmona é fluida, simples, fácil de ler. O que eu não gostei foi da protagonista. Irene é confusa, volúvel, impulsiva e boba. Acha que ama todo mundo, não sabe o que quer. Começa a história dizendo que Liam é o grande amor da sua vida e logo depois se envolve com vários outros, inclusive com o menino que fica com sua amiga. Faz cenas de ciúme, se declara a mais de um, fala e faz um monte de bobagem etc. Fiquei muito irritada com a personalidade dela. Gostei do professor Hugues que tem uma ideia incrível e ama seus alunos, mas acho que é muito imprudente em algumas atitudes. E gostei bastante de Marcelo e até da amiga doidinha Martha.

A gramática do amor é um livro romântico, leve, divertido, cheio de referências literárias e reflexões sobre o amor e os relacionamentos. É um livro para se ler rapidinho e se deliciar. Mas cuidado: se você não conhece as histórias dos livros que Irene lê, passe longe dele - contém muitos spoilers sobre outras obras. Apesar dos pontos negativos que citei, eu adorei o livro! É perfeito para comemorar o dia dos professores porque fala de um que tem um profundo amor pelo que faz e por seus alunos.

Avaliação: ★★★

Feliz Dia do Mestre a todos os professores, especialmente à minha mãe que me ensinou a ler e me contaminou com sua paixão pela leitura e pelo conhecimento! 

Até a próxima.
Beijos. :**

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Gostei da história, e tb nao gostei da personagem, quero ler algum dia. Tb adoro quando o autor coloca livros pro protagonista ler. Esse foi um dos aspectos que me fez amar o livro do Chobosky. A garota Replay foi legal tb pq falava das músicas que a menina ouvia e das associações que as pessoas fazem entre suas vidas e suas músicas favoritas. Adoro isso! dá um gostinho de realidade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Alê. Acho que você vai gostar. :)
      Beijos.

      Excluir
  2. EI Nadia,

    Ótima resenha.
    Eu adorei a historia e ainda não tinha ouvido ninguem falar sobre ele. Mas estou tão cansada de protagonistas ruins que não sei se encaro.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nanda.
      Essa protagonista é chatinha mesmo. Mas a história é fofa. :)

      Beijos.

      Excluir
  3. Nunca vi esse livro, entre tanto após sua resenha me deu uma louca vontade de ler, ainda mais sendo da editora rocco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vinda ao blog, Yasmin.
      Leia sim. É bem bonitinho.
      Beijos.

      Excluir
  4. Achei a premissa do livro bem legal, quero ler! :)

    www.despindoestorias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda ao blog, Tailany.
      Leia sim. :)
      Beijos.

      Excluir

Adoro comentários e respondo aqui mesmo, conforme eu vou lendo.
Gentileza gera gentileza.
=)