quarta-feira, 14 de agosto de 2013

O Pessegueiro - Sarah Addison Allen


ALLEN, Sarah Addison. O Pessegueiro. São Paulo: Planeta, 2013. 246p. Título Original: The peech keeper.

Felicidade siginifica correr riscos. Ninguém dissera isso a Paxton. Era como se fosse um segredo que o mundo estava lhe escondendo. Paxton não corria riscos, ao menos não quando estava sóbria. p.218

Willa Jackson tem quase 30 anos e é de uma família tradiconal, porém falida da cidade de Walls of Water. Ela mora sozinha e tem uma loja de material esportivo e um café. Enquanto que Paxton mora com os pais e é a socialite de vida aparentemente perfeita. Aquela que foi rainha do baile na escola e é amada e invejada por todos. Elas estudaram juntas no ensino médio, mas suas vidas são completamente diferentes. Paxton faz parte do Clube Social Feminino, fundado por sua avó e pela avó de Willa. E está organizando um baile em comemoração aos 75 anos do clube. Paxton convida Willa para ir ao baile e homenagear sua avó que agora vive em uma casa de repouso assim como a avó de Paxton. Willa não se sente muito confortável com o convite pois acredita que não faz parte daquele mundo.

O irmão gêmeo de Paxton, Colin, é um paisagista e volta à cidade para ajudar na comemoração. Ele decide plantar um enorme e antigo carvalho na mansão Blue Ridge Madam, onde ocorrerá o baile, e para isso precisa retirar o pessegueiro que cresceu perto do despenhadeiro. Quando o pessegueiro é retirado, alguns objetos muito antigos são retirados do solo, inclusive um álbum de recortes de jornal datados de 75 anos atrás. Logo depois o corpo de um homem é encontrado. Ninguém imagina o que pode ter acontecido na mansão que no passado fora da família de Willa. Nem quem é o homem enterrado lá. Esse mistério aproxima Colin e Paxton de Willa. Enquanto isso, Paxton está apaixonada por Sebastian, seu melhor amigo que ela acha que é gay.

O pessegueiro é a história de como duas histórias de amor acontecem e do nascimento de uma forte amizade entre Willa e Paxton. É também a história de duas grandes amigas de 75 anos atrás, de um grande segredo e de uma cidade. Os personagens são muito bem construídos. A adolescência e a história de suas famílias serve para embasar a construção de suas personalidades.

Muito romance de tirar lágrimas (o que não  acontece muito comigo quando leio), amizades tocantes, um mistério de grudar o leitor nas páginas e um clima de magia e sobrenatural bem sutil no ar. Assim eu descrevo O Pessegueiro. Amei muitíssimo. Uma das melhores leituras do ano. Certamente a que mais me emocionou. A narração é em terceira pessoa, a escrita de Allen flui maravilhosamente bem, apesar de no início a história ser um pouco lenta. Mas já quero ler outros livros dela.

Além disso a capa é maravilhosa. A diagramação é lindíssima. Cada começo de capítulo, o texto aparece em forma de uma xícara de café e em cima da folha tem um galho de pessegueiro. Em cada capítulo, um galho diferente. Muito capricho da editora Planeta! As folhas são amareladas e com uma letra de ótimo tamanho.



Avaliação: ★★★★ ♥ (merecia vários corações) =)

Até mais.
Beijos. =**

P.S. Para a Nanda do Super Bookaholic: esse tem flores e corações como você gosta. :)


Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Oi Nadiaaaaaa!!! aww *-* você lembrou de mim no final da resenha! :DDD
    e que capa linda hein?! amei mesmo!Ela deve até brilhar! *-* adoro quando as editoras têm esse cuidado :) infelizmente não são todas que têù né...e que linda a diagramação!
    agora falando do livro, adorei a sua resenha! e adoro tanto livros que têm romance + amizade! tenho certeza de que emociona mesmo, e ainda rola um mistério!! assim melhora tudo, eu acho que pode ser mais difícil uma narrativa nos emocionar quando é em terceira pessoa né, e isso mostra uma enorme competência da autora, já anotei! (para a minha wishlist-nada-curta haha)
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembreeei! :) Acho que você vai amar.
      É verdade. Tem que ser muito bom para emocionar com a terceira pessoa.

      Beijos.

      Excluir
  2. Ei Nádia,

    Este já está na lista de desejados, mas não comprei ainda. Parece ser tão lindo. Eu vi a diagramação e o livro, era o de uma amiga no Clube das chocólatras do mês passado e ela amou tbm.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nanda.
      É lindo! Acho que você vai gostar também. :)
      Beijos.

      Excluir
  3. Olá Nadia!
    Estou meio com um pé atrás com relação a esses livros que mexem muito com a gente!! Sou menino, mas choro muuuito com livros também! Hehehe.
    A capa é linda, o plot também, e a resenha está super atrativa, mas não sei... Rs. Já não estou muito bem emocionalmente na vida, e não quero livros tão densos agora. :/
    Abraço,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  4. Gente que livro é esse! Fiquei chupando dedo aqui. Já sei o que pedir de aniversário!

    ResponderExcluir

Adoro comentários e respondo aqui mesmo, conforme eu vou lendo.
Gentileza gera gentileza.
=)