terça-feira, 30 de outubro de 2012

O Jogo do Anjo - Carlos Ruiz Zafón



Já naqueles tempos, meus únicos amigos eram feitos de papel e tinta. Na escola tinha aprendido a ler e escrever muito antes das outras crianças do bairro. Onde meus colegas viam manchas de tinta em páginas incompreensíveis, eu via luz, ruas, gente. As palavras e o mistério da sua ciência oculta me fascinavam e, para mim, eram a chave que abria um mundo sem fim e a salvo daquele caos, daquelas ruas e daqueles dias turvos em que até eu podia intuir que uma sorte minguada me esperava. p.35

David Martín trabalhava em um jornal decadente e tentava ser escritor. Com a ajuda de seu amigo e protetor Pedro Vidal, finalmente lhe deram a oportunidade de escrever para uma coluna do jornal, mas era explorado, recebia muito pouco pelos direitos da sua produção e não tinha liberdade para escrever o que queria. 

David era um homem frustrado. Quando começou a fazer muito sucesso, seus colegas do jornal ficaram logo incomodados. Além disso, David descobriu que estava muito doente. No momento em que tudo estava dando errado na sua vida, surgiu um homem misterioso afirmando ser um grande editor e prometendo muito dinheiro e soluções para seus problemas. Em troca David deveria escrever um livro muito especial. A partir daí se desenrola uma trama cheia de mistério e suspense.

A história é narrada é em primeira pessoa pelo próprio David Martín. O livro é muito bem escrito. Zafón escreve de forma muito bonita, poética. Há muitos momentos lindíssimos e verdadeiras declarações de amor aos livros. 

Abriu a porta da loja para me dar passagem. Entrei na livraria e aspirei aquele perfume de papel e magia que, inexplicavelmente, ninguém havia tido ainda a ideia de engarrafar. p.250

Os personagens foram razoavelmente bem trabalhados e os diálogos são bons, alguns momentos sarcásticos outros cheios de lirismo. Mas apesar de ter uma escrita bonita e uma trama complexa, o livro não me conquistou. Achei a trama confusa, lenta, monótona e mirabolante em alguns momentos e a escrita com muitas descrições desnecessárias que tornaram a leitura, para mim, cansativa. No começo eu me apaixonei pela história. No meio eu fiquei entediada. Quase no final eu me empolguei e achei que ia me surpreender, mas achei o final morno. Talvez eu não tenha me empolgado nem comprado a ideia por não ser religiosa; ou, quem sabe, eu só não estivesse no clima para esse livro. Mas reconheço que a escrita de Zafón é elegante. E como quase todas as pessoas que eu conheço amaram, então recomendo que leiam para tirarem suas próprias conclusões.   

Avaliação: ★★

Até a próxima.
Beijos.



P.S. Gente, só um recadinho. Acabei de ficar 5 minutos tentando comentar em um blog com verificação de palavras nos comentários. Deu erro 7 vezes. Sério gente, isso é muito chato. Moderem os comentários, mas não exijam verificação de palavras. Muito desagradável. :(

Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. "Gente, só um recadinho. Acabei de ficar 5 minutos tentando comentar em um blog com verificação de palavras nos comentários. Deu erro 7 vezes. Sério gente, isso é muito chato. Moderem os comentários, mas não exijam verificação de palavras. Muito desagradável." - Concordo com voce!

    Olha, eu sempre te leio, mas como eu nao conheco a maioria dos livros que voce posta eu anoto a dica e nao comento aqui, acho bobo ficar falando toda hora "nossa, que dica otima! vou ler esse livro"

    hahaha

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahha. Tudo bem. Que bom que lê. =)

      Beijos

      Excluir
  2. Oi Nádia!

    Concordo, a verificação de palavras é um porre! Se eu estou comentando, claro que não sou robô, casseta!

    Esse não é mesmo o melhor dele. Gosto muito mais de A Sombra do Vento,e acho que você vai gostar mais também, porque não tem tanta temática religiosa. Mas este é importante para o terceiro, O Prisioneiro do Céu, você vai ver.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ler A Sombra do Vento sim. Não vou desistir do Zafón. :)

      Beijo.

      Excluir
  3. Também sou viciada em livros e tenho um blog de trabalhos em scrapbook e fotografias.ADOREI o conteúdo do seu (blog.
    Anotei na minha agenda pra passar sempre por aqui :)
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. Vou passar no seu blog sim
      Beijo

      Excluir
  4. Oi Nádia!! Eu já li A Sombra do Vento e gostei, embora não seja o meu tipo preferido, sendo bem honesta eu li porque ganhei de presente ^^ e não conhecia esse, sinto por você não ter curtido tanto essa leitura! Espero que o próximo seja ótimo!!

    Ahh, e muito gente reclama dessa bendita verificação de palavras, só que eu não faço idéia de como desativa! Eu vou procurar saber e acabar com esse problema hehe :)

    Beijos, Nanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou ler A Sombra do Vento, mesmo não tendo curtido muito este. Vai que eu me surpreendo. :)

      Beijo

      Excluir
  5. oi,
    otima resenha!
    Fico curiosa para ler esse livro, mas com um pé atras, pois li Marina dele e não curti.
    adorei seu blog, muito lindo!
    estou te seguindo, segue o meu tambem
    http://www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marina eu ouvi dizer que é cópia de Frankenstein, aí nem me animei. Mas os outros da trilogia: Sombra do Vento e O Prisioneiro do Céu, eu vou ler. Vai que eu gosto mais.

      Beijo

      Excluir
  6. Adoro vir em seu blog.. nunca me decepciono :) Sempre tem uma dica de livro bom que ainda não li e fico curiosa para lê-lo..
    Já conhecia o livro antes,porém nunca havia lido a sinopse e a resenha.. parece se um daqueles livros que prende a atenção do leitor e que acabamos o fim com um lencinho hihihi :)
    Beijo
    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh que fofa! Que bom gosta! Fico feliz! :)

      Um beijo. :*

      Excluir
  7. Minha querida obrigada pela sua presença no meu blog \o/
    Sobre seu comentário em relação a verificação de palavras nos cometários dos blogs realmente é muito chato, muito importante seu alerta.

    Parabéns pela resenha, adorei!!!
    Ainda não me deixei tocar por esse autor, quem sabe um dia.

    ResponderExcluir
  8. Morro de vontade de ler algo do Zafón, mas nunca tive a oportunidade. Que chato que não foi tudo o que você esperava.

    Ah! Também não curto verificação de palavras.

    Beijos,

    Carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Nádia, bom dia!!!

    Sabe que de tudo que li do Zafon, O Jogo do ANjo foi o que menos gostei, por conta dessa "confusão" em alguns momentos, não sei se era a ideia do autor deixar a história assim, bagunçada, para que a gente não entenda se David cometeu aqueles crimes mesmo ou não, de qualquer forma, fiquei confusa tbm, mas eu realmente amo Zafon quase tanto quanto Cornwell!!

    Vc ja leu Marina??

    PS: não consigo tirar a verificação de letras dos comentários do meu blog !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li não, Fefa. É bom? Não desisti do Zafón não. Pretendo ler os outros. :)
      A verificação de palavras você tira em configurações/postagens e comentários/ mostrar verificações de palavras. Aí é só colocar 'não' e salvar as configurações. ;)

      Beijos.

      Excluir
  10. Começando pelo fim: Eu detesto verificação de palavras! #ProntoConfessei

    É engraçado como as vezes acontece do livro ser bom, todo mundo gostar e a gente nem thum... Enfim, sempre acho livros com mistério e suspense uma coisa cansativa e monótona então apesar da elegância da escrita e das reflexões liricas acho que vou passar longe desse texto! E sim, apesar de ter uma religião, vc acredita que eu facilmente me enfado com livros cheio de pegada religiosa?!?1 Devo ser doida, ou uma cristã de 5ª categoria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que livros assim têm a pretensão de fazer o leitor sentir o que o autor sente em vez de fazê-lo tirar suas próprias conclusões e sentimentos a respeito da história. Não gosto disso.

      Excluir
  11. Eu só li um livro do autor, gosto muito da forma como ele conta a historia, que pena que a historia não te empolgou, isso é chato, né?

    Bjk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É chato sim, mas ainda vou dar uma chance para o autor. Quem sabe eu goste de outro livro dele. :)
      Beijo e obrigada pela visita.

      Excluir

Adoro comentários e respondo aqui mesmo, conforme eu vou lendo.
Gentileza gera gentileza.
=)